Frio intenso chega nesta quinta e pode nevar no fim de semana

terça-feira, 03 dezembro 2019 | 08:03 AM

Fale com a Rádio Ampére AM |

As condições do tempo mudam a partir desta quarta-feira (3) no Paraná. Todas as regiões do Estado devem ter ocorrência de chuva ao longo do dia e as temperaturas começam a cair. nesta quinta-feira (4), o ingresso de uma massa polar provoca a formação de geadas no Sudoeste e Sul paranaense e, na sexta-feira (5), há chance dea formação de neve em parte do extremo Sul do Paraná.

O fenômeno está previsto para os três estados do Sul do País, atingindo as serras gaúcha e catarinense ainda pela manhã. Para o Paraná a possibilidade de neve, se ocorrer, deve vir entre a noite de sexta e a manhã de sábado (6). A previsão de neve é da Somar Meteorologia.

A ocorrência de neve se tornou mais comum nos últimos anos nas regiões paranaenses mais frias. Em 2017, o fenômeno voltou a aparecer em Palmas, Inácio Martins e General Carneiro, no Sul do Estado. Além disso, a chuva gelada também reapareceu.

Em 2013, Guarapuava registrou a maior “nevasca” do Paraná em décadas. Por mais de uma hora os flocos caíram na cidade. Naquele ano, também houve ocorrência em outros 26 municípios. Em Curitiba o fenômeno foi breve, mas serviu para que os moradores mais antigos relembrassem a neve histórica de 1975, que caiu durante sete horas.

Como se forma a neve

Para a ocorrência de neve são necessárias algumas condições — temperaturas baixas, nebulosidade, tempo instável e garoas. Mas, além disso, não pode estar só frio e úmido na superfície. Para a neve se formar e chegar a cair ela precisa enfrentar uma camada de zero grau ou menos desde a nuvem até o solo. Senão os cristais não se formam, ou derretem antes de chegar a atmosfera.

FAS reforça resgate de moradores de rua e também de seus cães nos próximos dias

Em função das baixas temperaturas que se aproximam, provocadas pela chegada de uma massa de ar polar, a Fundação de Ação Social (FAS) reforçoudesde ontem os serviços de abordagem social e de acolhimento de pessoas em situação de rua em Curitiba e também de seus animais de estimação, caso estejam juntos. A ação vai até o domingo.

A medida faz parte da Ação Inverno – Curitiba que Acolhe e tem o objetivo de proteger a população de rua do frio intenso. Como acontece todos os anos, o reforço é feito todas as noites em que a temperatura for igual ou menor a 9ºC.
“Vamos estender o horário de abordagem e trabalhar com capacidade máxima em nossas unidades. Não podemos perder ninguém para o frio”, explica o presidente da FAS, Thiago Ferro.

A maior preocupação será no sábado e domingo, quando as temperaturas devem atingir 0 e -1ºC, frio intenso que pode provocar a hipotermia.
Pessoas em situação de rua que têm animais de estimação são abrigadas nas casas de passagem Jardim Botânico e Bairro Novo, que têm canis e alimentação. Neste ano, as equipes da FAS têm caixas apropriadas para transportar animais de pequeno e médio porte, que podem seguir para acolhimento com os donos.

Compartilhe
Deixe seu comentário