O Paraná deverá registrar 13.720 casos novos de câncer de pele nos anos de 2018 e 2019, segundo estimativa do Instituto Nacional do Câncer (INCA), uma média de 19 novos casos por dia. Em todo o Brasil, são cerca de 180 mil diagnósticos por ano, sendo esse o tipo de neoplasia mais incidente no país e no estado, correspondendo por cerca de 33% de todos os tumores malignos registrados. 
Este tipo de câncer é definido pelo crescimento anormal e descontrolado das células que compõem a pele. Por qualquer célula do tecido poder originar a doença, existem diversos tipos de câncer de pele. “Os mais frequentes são o carcinoma basocelular (CBC), responsável por 70% dos diagnósticos, e o carcinoma epidermoide (CEC), representando 25% dos casos. Apesar de ser o mais incidente, o CBC é também o menos agressivo”, explica a dermatologista Valéria Marcondes, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da American Academy of Dermatology (AAD). 
De acordo com a especialista, a principal causa do câncer de pele é a falta de proteção contra os raios ultravioleta, sendo recomendado o uso diário de filtro solar. Mas esse não é o único problema ou mesmo o único fator que explica porque a doença acomete e mata mais homens do que mulheres. Segundo Valéria, o diagnóstico é mais complicado entre eles, uma vez que a doença costuma aparecer nas costas deles, enquanto entre elas aparece mais na perna, o que acaba facilitando a percepção dos sinais.
“É sempre importante procurar sinais de possíveis tumores. Por isso, peça para alguém de sua família procurar em suas costas por pintas muito grandes, assimétricas, com bordas irregulares, coloração diferenciada e que mudam de aparência com o tempo”, destaca.


Dia Nacional de Combate marca o início do Dezembro Laranja
Amanhã, a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) promove, em todo o Brasil, o Dia Nacional de Combate ao Câncer de Pele. A ação, que acontece das 9 às 15 horas, marca o início a campanha #DezembroLaranja, criada há cinco anos, com cerca de quatro mil médicos dermatologistas e voluntários somando forças para a prestação de atendimento e esclarecimento quando à importância de se adotar medidas preventivas.
As consultas serão realizadas gratuitamente em 132 postos de atendimento em diversos estados do Brasil. No Paraná a campanha contará com 9 postos de atendimento em Curitiba, Apucarana, Cascavel, Maringá, Londrina, Paranavaí, Foz do Iguaçu e Toledo. Em Curitiba os atendimentos serão realizados no Hospital de Clinicas (prédio dos ambulatórios -SAM1) e na Santa Casa de Curitiba (Centro Médico). A avaliação dos pacientes será gratuita e não é necessário agendamento prévio.
Além disso, de dezembro deste ano a março de 2019 (ou seja, durante todo o verão) serão promovidas ações e atividades de informação na internet, ruas, praias e parques. As recomendações básicas da SBD incluem a adoção de medidas fotoprotetoras, como evitar os horários de maior incidência solar (das 10h às 16h), entre outras.