A governadora Cida Borghetti encaminhou ofício para a Copel determinando a renovação do programa Tarifa Rural Noturna por mais 12 meses. O benefício, que venceria em 31 de dezembro, concede desconto de 60% no valor da energia consumida no período das 21h30 às 6 horas em propriedades rurais.

“É um reconhecimento da importância da produção agropecuária para a economia paranaense”, destaca a governadora. Ela lembra que a prorrogação é uma reivindicação das principais entidades de representação do setor agrícola, como a Federação da Agricultura do Estado do Paraná (Faep) e do Sistema Ocepar, que reúne as cooperativas do Estado.

Segundo a Faep, o desconto beneficia 12 mil produtores paranaenses e é vital para não elevar os custos da avicultura, segmento em que o Paraná é líder no Brasil, tanto na produção como na exportação. “Se somarmos a suinocultura e a bovinocultura de leite, a participação no valor bruto de produção do Estado chega a 31%”, afirma o presidente da entidade Ágide Meneguette.

MANUTENÇÃO - No documento enviado para a Copel, a governadora salienta que o prazo de 12 meses é suficiente para que o próximo governo avalie, em conjunto com o setor produtivo, a melhor forma de manutenção do benefício.

A Tarifa Noturna foi criada em 2007 por meio de um Termo de Cooperação Técnica formalizado entre a Secretaria de Estado da Agricultura e a Copel. A empresa sugere a criação de uma lei específica para regulamentar o programa, que compatibilize tanto os interesses da companhia e quando da atividade agrícola.