e depois do GP do Japão as chances de Lewis Hamilton, da Mercedes, ser campeão eram muito grandes, com o resultado na corrida no Circuito das Américas, em Austin, neste domingo, pode-se dizer que ele colocou uma das mãos na taça e quatro dedos da outra também. Falta apenas o dedo mindinho tocar no troféu para Hamilton poder levantá-lo e celebrar, com todos os méritos, a conquista do quarto título mundial da sua brilhante carreira.O piloto da Mercedes venceu neste domingo o GP dos Estados Unidos, 17ª etapa do calendário, e somou 25 pontos aos 306 que tinha, atingindo 331. Sebastian Vettel, da Ferrari, recebeu a bandeirada na segunda colocação e adicionou 18 pontos aos seus 247, totalizando 265. A diferença de Hamilton para Vettel é hoje, a duas etapas do encerramento do campeonato, de 66 pontos (331 – 265).As etapas que faltam são o GP do México, já no próximo domingo, dia 29, o do Brasil, 12 de novembro, e de Abu Dhabi, 26.

Há, como mencionado, uma diferença de 66 pontos entre Hamilton e Vettel e depois da prova no Circuito Hermanos Rodriguez, na Cidade do México, haverá em jogo apenas 50 pontos, equivalente a duas vitórias nos circuitos de Interlagos e Yas Marina.

Assim, para Vettel poder estender a definição do campeonato necessita reduzir a diferença atual de 66 pontos para 49 já domingo na Cidade do México. Isso porque depois o máximo que poderia atingir seria 50 pontos.

Por que Vettel precisa diminuir a diferença para 49 pontos em vez de 50? Porque no caso de empate o título fica com Hamilton. O primeiro critério de desempate é o número de vitórias. E o piloto inglês de 32 anos já ganhou nove vezes na temporada, diante de somente quatro do alemão de 30 anos.

 

Sebastian Vettel e Lewis Hamilton: o duelo deste domingo promete em Austin (Foto: Getty Images)

Como Vettel pode reduzir a diferença de 66 para 49 pontos entre ele e Hamilton no próximo GP?

Só há duas possibilidades. A primeira é torcer para Hamilton enfrentar dificuldades no Circuito Hermanos Rodriguez, como ele próprio, Vettel, teve este ano em Cingapura e no Japão quando não marcou pontos. Com o piloto da Mercedes fora dos dez primeiros, Vettel precisaria vencer a prova no México, para obter 25 pontos, ou ainda chegar na segunda colocação, para somar 18 pontos.

Hamilton permaneceria com os mesmos 331 pontos de hoje e Vettel iria a 290 no caso de vitória, os 265 atuais mais 25, ou na hipótese de ser segundo, 283, da soma dos 265 mais 18. Se Vettel for primeiro e Hamilton não marcar pontos, a diferença para Vettel cai de 66 para 41 (66 – 25). Se Vettel for segundo, a diferença cai para 48 (66 - 18). Nos dois casos, 41 e 48, a diferença seria menor dos 50 pontos possíveis com duas vitórias no Brasil e Abu Dhabi.

 

O que isso quer dizer?

 

Que se Vettel não vencer ou não terminar em segundo a prova de domingo na Cidade do México Hamilton comemora o título.

Mas se Vettel chegar em terceiro? Hamilton campeão, mesmo sem marcar pontos. Entenda melhor:

Se Vettel vencer, como mencionado atingirá 290 pontos, 265 25. Mas se Hamilton se classificar na quinta colocação recebe 10 pontos e ficaria com um total de 341, dos 331 de hoje mais os 10 pontos. A diferença entre ambos seria, portanto, de 51 pontos. E haverá em jogo nas duas provas finais somente 50 pontos. Hamilton, portanto, campeão.

 

lewis hamilton, mercedes, sebastian vettel, ferrari, f1, austin (Foto: Getty Images)

 

Se Vettel for segundo, chega a 283. Nesse caso basta a Hamilton o nono lugar para ser campeão. Por quê? Porque o nono lugar lhe dá 2 pontos, que adicionados aos 331 atuais o leva a 333. E se tirarmos os 283 de Vettel dos 333 de Hamilton a diferença é de 50 pontos. Na hipótese de Vettel ser primeiro em São Paulo e em Abu Dhabi somaria 50 pontos aos 283 e atingiria os mesmos 333 de Hamilton na eventualidade de o inglês da Mercedes não marcar ponto algum nos dois GPs.

Apesar do empate, o título iria para Hamilton pelo critério de desempate explicado há pouco, maior número de vitórias, nove a quatro.

No caso de Vettel ser terceiro, ficaria com 280 pontos, 265 mais 15 pontos. Como Hamilton já tem 331, a diferença entre eles seria de 51 pontos, impossível de ser tirada nas duas etapas de encerramento.

 

Vamos simplificar tudo?

 

Ficou muito fácil para Hamilton sacramentar a conquista do quarto título já domingo. Tudo o que tem de fazer é receber a bandeirada na quinta colocação. Mesmo que Vettel vença.

E se Vettel for segundo, o nono lugar já é suficiente para Hamilton ser campeão.

Se Vettel for terceiro, mesmo sem marcar pontos Hamilton celebra a conquista.

Se você considerar que em 17 etapas disputadas este ano Hamilton obteve nove vitórias, três segundas colocações, três quartos lugares, um quinto e um sétimo, convenhamos não ser nenhum desafio maior receber a bandeirada no México em quinto ou mesmo em nono. O GP dos Estados Unidos foi o 22º seguido que Hamilton termina nos pontos, os 17 desta temporada e os cinco finais de 2016.

 

lewis hamilton, mercedes, f1, austin (Foto: Getty Images)