derrota por nocaute para Jon Jones no UFC 214 ainda não foi digerida por Daniel Cormier. Mesmo tendo voltado a ser o campeão dos meio-pesados do UFC após Jones ter sido flagrado no exame antidoping na semana da luta, Cormier não se sente confortável em ostentar seus cinturões. O incômodo com a situação é tamanho que ele revelou, em entrevista ao programa "MMA Hour" na última segunda-feira, que tentou jogar todos fora, sendo impedido por sua esposa.

 

Daniel Cormier tentou jogar seus cinturões do UFC fora após a derrota por nocaute para Jon Jones no UFC 214 (Foto: Evelyn Rodrigues)

- Eu estava furioso. Não conseguia acreditar que havia perdido. Foi uma daquelas situações em que você fica tão irritado que acaba fazendo uma coisa da qual depois se arrepende. Eu teria me arrependido de jogar meus cinturões fora. Mas minha esposa não me deixou fazer isso.

Cormier revelou que, se não jogou os cinturões fora, pelo menos os tirou da parede da sala de cinema que tem em casa - local onde guarda os cinturões, troféus e lembranças de sua carreira - e os guardou em um armário.

- Reuni alguns amigos na minha casa para ver as lutas de Luke e de Canelo Alvarez no último fim de semana. Eu tenho uma sala de cinema em casa, com uma porção de fotos e lembranças das minhas lutas e dos meus títulos. Quando todos entraram lá, viram meus cinturões do Strikeforce, do King of the Cage e do XMMA, e perguntaram aonde estavam os cinturões do UFC. Eu os tirei de lá e ainda não coloquei de volta. Depois de tentar jogar fora e da minha mulher não deixar, eu os guardei no armário. Ainda não me sinto à vontade para recolocá-los na parede e olhar para eles todos os dias - finalizou.